Saiba quanto perde de rendimento desportivo quando falha os treinos

Ao correr, evidentemente que estamos a melhorar o nosso bem-estar social e rendimento desportivo. Por isso, quando paramos, é normal ficarmos desmotivados para encarar o dia-a-dia. Quem treina com regularidade (no mínimo quatro vezes por semana) sabe o quanto custa regressar aos treinos após uma paragem, mesmo que curta, principalmente devido a perda da capacidade aeróbia e anaeróbia. Saiba a percentagem de perda de condição física de acordo com os dias de paragem.

 

Segundo a tabela abaixo, uma pessoa que deixe de treinar durante uma semana perderá entre 8 e 10% da sua condição física habitual. Se a paragem ser mais prolongada, por exemplo, um mês, os números apontam entre 50 e 60%, ou seja, todo o trabalho anterior de meses ficará praticamente perdido em “apenas” 30 dias.

Dias sem treino

% de perda de condição física

3 a 5 dias

0-1%

1 semana

8-10%
2 semanas

20-30%

3 semanas

40-50%

4 semanas

50-60%

5 semanas

60-75%

6 semanas

75-90%
7 semanas

90-100%

Fonte: Barrett, L. “Physical RTR”. 2001, p. 22-23

 

Segundo o site marathonranking.com, a pulsação aumenta entre 5 e 10% em repouso se estivermos duas semanas sem treinar, além o nosso Volume Máximo de Oxigénio (VO2MÁX) baixar.

Se a paragem durar mais uma semana, começará «o processo de perda de massa muscular e a redução do que tanto custou conquistar, “o aumento do tamanho do nosso coração”, nosso motor principal. A Frequência Cardíaca em repouso também continua a aumentar».

Mas o “drama continua” em relação ao rendimento desportivo. Por exemplo, o nosso corpo deixa de “queimar” a gordura tão rapidamente como antes entre a quarta e a sétima semana, o que aumentará consideravelmente o nosso peso.

LEIA TAMBÉM
Será Sachin Dennis o novo Usain Bolt?

«Podemos recuperar após o regresso à atividade física, mas, dependendo do quanto tempo estivemos parados, é necessário aumentar o volume de treino em 10% por semana para regressaremos ao nosso melhor, pouco a pouco», lemos no site.

Evidentemente que a tabela em causa é uma referência e não pode ser seguida como um mantra para avaliarmos o nosso rendimento desportivo, já que cada atleta responde de forma independente de acordo com vários fatores físicos e biológicos. Mas, com estes dados, é notório verificarmos o quanto perdemos quando decidimos não treinas devido a… preguiça.

PASSATEMPOS

TÉNIS SALOMON S-LAB WINGS 8

LIVRO «PORTUGAL por/by URBAN SKETCHERS»

SUPLEMENTO VITAMINA B PLUS

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos