Maratona de Nova Iorque oferece um dorsal ao ovo do momento…

Recentemente, um desafio foi colocado às redes sociais: uma foto de um simples ovo pretendia superar o recorde de “Likes” da socialite Kylie Jenner no Instagram. A Maratona de Nova Iorque também resolveu entrar na brincadeira…

 

Segundo informações da revista Time, a sensação do momento na internet é fazer “Likes” no perfil “Egg Gang”, criado exclusivamente para superar os “Likes” das figuras públicas, como é o caso da socialite Kylie Jenner, que detinha o recorde de “Likes” no Instagram, com cerca de 18 milhões.

A foto de Kylie Jenner no Instagram
A foto de Kylie Jenner no Instagram

 

O desafio foi correspondido de imediato e, em poucos dias, a iniciativa tornou-se num êxito, já que a foto do singular ovo superou em muito a marca de Kylie Jenner, somando, neste momento, cerca de… 47 milhões de “Likes”sendo deste modo a foto mais popular da rede social que mais cresce nos últimos anos, hoje a mais utilizada pelos adolescentes e camadas mais novas.

A foto mais popular do Instagram
A foto mais popular do Instagram

 

De referir a boa disposição de Kylie Jenner, que, num post, fritou um ovo no meio de uma estrada, “revoltada” por a sua marca ter sido ultrapassada.

Quem também não ficou indiferente a esta nova onda virtual foi a Maratona de Nova Iorque, que reservou um dorsal para a “figura” do momento…

O curioso dorsal da Maratona de Nova Iorque
O curioso dorsal da Maratona de Nova Iorque
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos