Não há atleta amador mais próximo da elite do que o japonês Yuki Kawauchi

O japonês Yuki Kawauchi, de 30 anos, conquistou no fim-de-semana a sua 27.ª vitória em 72 Maratonas, que corre desde… 2009 (uma média de 10 por ano, algo impensável para os atletas de elite). Sem ser seduzido pelo “Canto das Sereias” das grandes marcas mundiais do Atletismo, o corredor amador, um verdadeiro fenómeno social, é um exemplo para o Corredor Anónimo do pelotão internacional.  

 
«Treinar por minha conta dá-me total liberdade. Assumo toda a responsabilidade dos meus treinos, sou eu que organizo as minhas sessões. Tudo funciona como planeio porque sou muito disciplinado e concentrado», afirmou há uns anos o japonês Yuki Kawauchi, que tem como alcunha Citizen Runner. Uma disciplina que coloca o nipónico como uma estrela pop um pouco por todo o lado, já que Kawauchi jamais ouviu o “Canto das Sereias” das grandes marcas do Atletismo, sendo assim um espelho para milhões de corredores do pelotão mundial. 
 
Trabalhador a tempo inteiro na prefeitura de Saitama, o japonês faz questão de ser um atleta amador nos seus tempos livres, embora obtenha resultados de atletas de elite. Por exemplo, a sua melhor marca nos 42,195 km é de 2h08m14, tempo alcançado em 2013, na Coreia do Sul, concretamente em Seul. 
 
Mas o que impressiona no curriculum do japonês Yuki Kawauchié a quantidade de provas que tem nas pernas. Um atleta de elite participa, em média, de 2 Maratonas por ano (no máximo três). O nipónico, só em 2017, já correu 11 Maratonas (uma delas no Mundial de Londres, quando alcançou a nona posição), além de 14 Meia-maratonas e uma corrida de 50 quilómetros. 
 

Os impressionantes resultados de Yuki Kawauchi

 
No total, Kawauchi correu 72 Maratonas desde 2009. Ou seja, em sete anos e meio, apresenta uma média de 10 Maratonas por ano, além de uma média de 30 competições por ano (terminou deste então 96 Meias…). E sempre com excelentes resultados. Este ano, por exemplo, o nipónico correu em menos de 2h10 em três das 11 Maratonas realizadas. Das 72 participações do japonês Yuki Kawauchi nos 42,195 km, alcançou 27 vitória (tem 95 triunfos em provas de fundo), sustentando uma impressionante média de 2h13m30 nas sete dezenas de corridas concluídas, sendo 70 em menos de 2h20, a última precisamente em Oslo, quando terminou a corrida em 2h15m57 (leia aqui).
 
Na Maratona, os números de Yuki Kawauchi são os seguintes:
 
Sub-2h09: 3 provas
Sub-2h10: 12 provas
Sub-2h11: 18 provas
Sub-2h12: 23 provas
Sub-2h13: 38 provas
Sub-2h15: 50 provas
Sub-2h16: 57 provas
Sub-2h18: 66 provas
Sub-2h20: 70 provas
 
Como escreve a imprensa internacional, o japonês é «um atleta popular infiltrado na elite e um atleta da elite disfarçado de popular». Um verdadeiro Citizen Runner que, no ano passado, correu a Maratona do Porto, terminando a prova na segunda posição, com o tempo de 2h14m32, apenas atrás do queniano Samuel Theuri Mwaniki (2h11m48). 
 
Yuki Kawauchi na final da Maratona do Porto do ano passado
Yuki Kawauchi na final da Maratona do Porto do ano passado
 
Como curiosidade, e resumidamente, refira-se que o treino habitual do japonês, que recebe cerca de 100 convites/ano para participar em provas, é correr 150 km semanais (incluindo uma sessão de Trail/montanha e um treino longo de 1h30), além de um dia de séries. Quilómetros suficientes para colocar o nipónico como uma referência do pelotão popular, que considera Kawauchi um exemplo para os seus treinos diários, um Citizen Runner no qual podemos encontrar ao nosso lado em qualquer linha de partida no Mundo.
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos