«Corrida no Ar» prova como se corre na internet com muito humor

cooridanoar

O «Corrida no Ar» prova que também é possível correr nas redes sociais. Criado pelo jornalista brasileiro e corredor Sérgio Rocha, o canal do Youtube é um enorme êxito devido aos seus vídeos, que têm como filosofia a junção da informação de qualidade com a descontração. «O humor faz parte da minha personalidade e acaba por ir automaticamente para os vídeos», expressa o seu fundador.

 

«A ideia do “Corrida no Ar” é essencialmente debater a corrida da mesma forma como muitos fazemos com o futebol», refere Sérgio Rocha aos CORREDORES ANÓNIMOS. Fruto da experiência profissional (trabalhou na revista “Contra-Relógio”, a mais tradicional publicação de corrida de rua do Brasil) e pessoal (é corredor desde 1998), o jornalista decidiu avançar com um projeto de certo modo inovador no “Mundo do Running”, tanto no Brasil como no estrangeiro.

A aposta acabou por ser amplamente recompensada com as milhares de visualizações dos vídeos postados no Youtube, o que acabou por ditar inclusive a criação de um site, «muito devido a necessidade de ter uma casa para alojar os vídeos que não fosse apenas o YouTube. Evidentemente que, para a existência do site, também foi importante ter amigos a escrever colunas sobre o assunto, além de poder voltar a escrever notícias de corridas e informações que acabo por ter em primeira mão».

Os divertidos vídeos são colocados na rede às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, às 17 horas (hora do Brasil, menos três em Portugal neste momento). «Às quartas temos o “Corrida no Ar – Ao Vivo”, em que discutimos assuntos variados do universo da corrida», salienta Sérgio Rocha, que recorda que começou a correr devido ao velho “papo” do perder peso. «E funcionou…», garante entre risos.

cooridanoar1Até hoje, o vídeo com mais visualizações foi «Como respirar melhor na corrida», com cerca de 62.500 visualizações, um número que acaba por o deixar orgulhoso, mas também ciente da importância do seu site para muitos atletas.
Sérgio Rocha aventa que a corrida também vive um momento muito especial no Brasil, «principalmente devido ao crescimento a olhos vistos em todas as grandes cidades do país, de norte a sul», já que, em São Paulo e no Rio de Janeiro, «o movimento já era significativo».

O jornalista acredita que a corrida traz inúmeros benefícios, sendo um dos principais a disposição para o dia-a-dia. Mas salienta ao mesmo tempo que o seu humor desce a píncaros quando falha um treino. «A corrida também foi responsável por conhecer muitos amigos de hoje», declara o corredor, que apresenta os seguintes tempos pessoais: 41m15 nos 10 km da Tribuna FM-Unilus, em Santos; 1h32 na Meia-Maratona Corpore, em São Paulo; e 3h28 na Maratona de Buenos Aires. Como sonho a concretizar, correr a Maratona de Nova Iorque.

Até lá, é na internet onde poderemos ver Sérgio Rocha, para a alegria de todos os “correnautas” (corredores+internautas).

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos