Correr nos parques de Lisboa

circuitoparquelisboasa

Organizado pela Associação Correr Lisboa e a Câmara Municipal de Lisboa, o Circuito dos Parques de Lisboa é uma nova “competição” criada na capital portuguesa. No total, cinco provas para correr nos principais parques da capital, concretamente no Parque Oeste, Monsanto, Quinta das Conchas, Parque das Nações e Parque da Bela Vista.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

Devido ao enorme número de provas semanais, é cada vez mais obrigatório aos organizadores criarem algo de novo para acolherem os corredores, que exigem cada vez mais “provas diferentes” das habituais. Nos nossos dias, a verdade é que não basta ter apenas uma linha de partida e de meta e dez km (ou 21, ou 42, ou 100 km, etc. entre elas). É necessário oferecer mais e é isso que o Circuito dos Parques de Lisboa pretende fazer…

«O Circuito dos Parques de Lisboa é uma estafeta de 2 pessoas pelos parques da cidade de Lisboa com a distância de 5 km por participante. Ao qual se junta uma corrida para crianças dos 4 até aos 12 anos. Prepara-te para este evento familiar e vem descobrir os parques da cidade a correr», lemos no site do evento, que acontecerá entre abril e setembro nas seguintes datas (sempre aos sábados, às 17h00):

Parque Oeste – 9 de abril
Monsanto – 7 de maio
Quinta das Conchas – 11 de junho
Parque das Nações – 9 de julho
Parque da Bela Vista – 24 de setembro

De referir que é possível participar em apenas uma corrida (sete euros) ou nas cinco provas (há disponível um “pack”, concretamente 32,50 euros). As medalhas de cada prova são uma espécie de peça de um quebra-cabeça, que só estará completo se o atleta fizer o pleno das cinco corridas. Cada etapa tem a capacidade para acolher 300 equipas.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos