Consegue correr 7 maratonas em 7 dias em 7 continentes? Um brasileiro já correu…

worldmarathonchallenge

Os desafios multiplicam-se no running. Um dos mais recentes é correr 7 maratonas em 7 dias em 7 continentes, concretamente a World Marathon Challenge. As inscrições para a prova de 2016 já estão abertas e o número disponível é reduzido.Consegue ultrapassar este desafio?

 

Partilhe a nossa página pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

É verdade que não é uma prova (ou seria melhor dizer sete porvas?…) barata. O seu custo é de 32 mil euros (cerca de 102 mil reais). Mas certamente é um desafio aliciante, para qualquer amante da corrida. A prova de 2016 será realizada entre 21 de janeiro e 3 de fevereiro.

O calendário é o seguinte:

26 de janeiro – Maratona da Antártida (“Continente Branco”)
27 de janeiro – Maratona de Punta Arenas (Chile/ América do Sul)
28 de janeiro – Maratona de Miami (Estados Unidos/ América do Norte)
29 de janeiro – Maratona de Madrid (Espanha/ Europa)
30 de janeiro – Maratona de Marraquexe (Marrocos/ África)
31 de janeiro – Maratona do Dubai (Ásia)
01 de fevereiro – Maratona de Sidney (Austrália/Oceania)

worldmarathonchallenge1

De referir que as provas são disputadas em dois escalões, masculino e feminino, e há a possibilidade de fazer o evento a correr 21 kms.

Os resultados de 2015 foram os seguintes:

HOMENS

CLASSIFICAÇÃO GERAL
David Gething (HKG), 25:36:03 (acumulado)/ 3:39:26 (média das sete maratonas)
Douglas Wilson (AUS), 26:08:14/ 3:44:02
James Love (GBR), 28:24:09/ 4:03:27
Marcelo Alves (BRA), 31:11:40/ 4:27:23
Pierre Wolkonsky (FRA), 32:21:56/ 4:37:25
James Danaher (GBR), 33:57:14/ 4:51:02
Tim Durbin (USA), 37:39:18/ 5:22:45
Jon O’Shea (GBR), 37:49:43/ 5:24:15
Ted Jackson (GBR), 45:29:35/ 6:29:56

TEMPOS PARCIAIS
David Gething, 03:21:35 (Antártida)/ 03:23:01 (América do Sul)/ 03:41:49 (América do Norte)/ 03:36:06 (Europa)/ 04:20:55 (África)/ 03:43:06 (Ásia)/ 03:29:31 (Oceania)
Douglas Wilson, 03:52:52/ 03:36:40/ 03:41:28/ 03:36:21/ 04:20:36/ 03:43:06/ 03:17:11
James Love, 03:56:55/ 04:06:21/ 03:46:15/ 04:07:56/ 04:36:01/ 03:54:17/ 03:56:24
Marcelo Alves, 04:10:38/ 04:20:02/ 04:04:38/ 04:37:44/ 04:43:13/ 04:42:24/ 04:33:01
Pierre Wolkonsky, 04:08:22/ 04:03:21/ 04:21:31/ 05:00:33/ 05:32:57/ 05:21:09/ 03:54:03
James Danaher, 04:53:25/ 04:54:17/ 04:19:41/ 04:31:47/ 05:57:21/ 04:27:16/ 04:53:27
Tim Durbin, 04:36:25/ 05:40:55/ 05:23:04/ 05:24:35/ 05:58:24/ 05:40:21/ 04:55:34
Jon O’Shea, 05:40:33/ 04:47:18/ 04:44:20/ 04:53:14/ 06:19:33/ 05:32:23/ 05:52:22
Ted Jackson, 05:59:07/ 06:22:13/ 06:36:01/ 06:16:56/ 07:45:53/ 06:17:25/ 06:12:00

MULHERES

CLASSIFICAÇÃO GERAL
Marianna Zaikova (FIN), 40:22:45 (acumulado)/ 5:46:06 (média das sete maratonas)

TEMPO PARCIAL
Marianna Zaikova, 05:16:55/ 05:14:45/ 05:06:51/ 05:29:31/ 06:05:50/ 06:32:45/ 06:36:08

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos