Conheça a incrível história de Mitchell, que inspira milhares de corredores nos Estados Unidos

derek

Após pesar 238 quilos, Derek Mitchell decidiu, em novembro de 2014, entregar-se a corrida, concretamente correr cinco quilómetros por mês. Hoje é um exemplo nos Estados Unidos, com centenas de pessoas a fazerem questão de correrem ao seu lado.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

derek1Os 238 quilos de Mitchell, de 37 anos, surgiram devido a sua indisciplina alimentar, mas também devido a um tumor da hipófise, o que fez com que o seu peso aumentasse consideravelmente.

Cansado de olhar para o espelho e da sua inatividade, o norte-americano decidiu correr, em novembro de 2015, no mínimo cinco quilómetros por mês, disputando ainda várias provas.

Desde então, Mitchell terminou, entre outras, 20 provas de 5 km e duas de 10 km, percorrendo no total 155 quilómetros em 2015.

O norte-americano refere em entrevistas que encontra ânimo para correr devido aos corredores espalhados por todo o lado. «São uma joia escondida que muitos desconhecem, Sempre me apoiam e constantemente dão-me apoio.»

O sonho de Mitchell é correr uma Maratona em menos de dez horas e, até ao momento, já perdeu cerca de 45 quilos.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos