Bombeiro corre tradicional corrida na Argentina e horas depois… apaga um incêndio

Iván Guzmán, bombeiro de profissão de 30 anos, participou vestido com o seu habitual uniforme de trabalho na Corrida Atlética de los Dos Años, na Argentina. Horas depois entrou de serviço e… foi apagar um incêndio.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

A Corrida Atlética de los Dos Años tem a curiosidade de ter a partida às 23h45 do último dia do ano. Ou seja, após o término dos 10 km do percurso da prova, os seus participantes entram num Ano Novo.

Foi o que fez Iván Guzmán, mas com uma curiosidade: foi o primeiro atleta local a correr vestido com a roupa e o material de um bombeiro (18 kg no total), uma homenagem do atleta aos colegas de profissão.

Bastante apoiado pelo público ao longo de toda a sua performance, Guzmán terminou os 10 km em 1h13, embora não tenha corrido toda a prova com o equipamento devido ao intenso calor. No entanto, fez questão de cruzar a meta com o material, para satisfação dos locais.

Mas a sua noite de Ano Novo não tinha terminado, pelo contrário. Depois de terminar 2016 e começar 2017 a correr, Guzmán foi para o quartel de bombeiros, pois estava de plantão. E, pouco depois, interveio num incêndio no bairro de Abilene.

Desta vez, não abandou o material

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos