O adeus de Usain Bolt

É chegado o momento que muitos desejavam que jamais acontecesse. Mas é já no Mundial de Londres, entre 4 e 13 de agosto, que Usain Bolt diz adeus ao Atletismo mundial, onde reinou durante cerca de duas décadas. A revista 100% Corrida tem um número especial dedicado ao jamaicano.

Um dos nomes de sempre da História do Atletismo, mas também do próprio Desporto mundial, Usain Bolt diz adeus aos grandes eventos no Mundial de Londres, precisamente no local onde brilhou em 2012, aquando a capital inglesa recebeu os Jogos Olímpicos.

Capa da revista 100% Corrida
A capa da 100% Corrida é da autoria do cartoonista Paulo Costa

Aos 30 anos (faz 31 poucos dias depois do término do Campeonato do Mundo, concretamente no dia 21 de agosto), o jamaicano espera terminar a sua brilhante carreira (entre os vários títulos conquistados, oito medalhas de ouro olímpicas e 11 títulos mundiais) no auge, ou seja, com duas vitórias, concretamente nos 100 metros (final agendada para o dia 5 de agosto) e nos 4×100 metros (12 de agosto). Depois, finito!

«Fiz tudo o que queria fazer e agora é o fim. Não tenho problemas com isso. Depois voltarei apenas para assistir, para estar no meio do público e ver a nova geração aparecer», afirmou o velocista, que, no entanto, espera não ganhar barriga com a reforma.

«Apostei com os meus treinadores. Eles acreditam que em dois anos terei uma barriga

 

O que podemos esperar de Bolt em Londres

 

Uma das incógnitas do Mundial de Londres é precisamente saber qual Bolt teremos no Campeonato do Mundo. A verdade é que, até ao momento, o jamaicano não alcançou resultados significativos na presente temporada, mas a verdade é que, nos momentos cruciais da sua carreira, o “Raio” jamais desiludiu, pelo contrário, foi sempre superior aos seus adversários.

Poucos acreditam que Bolt “cederá” precisamente no momento da sua despedida, mas o contrário também é válido, já que são muitos os rivais do jamaicano que pretendem ficar na história, sendo relembrados na prosperidade como o velocista que derrotou a “Lenda” no dia da sua despedida.

É verdade que nada do que acontecer em Londres apagará o que Bolt fez, mas também é verdade que todos ambicionam que o jamaicano diga adeus no lugar mais alto do pódio.

Enquanto não chega o Mundial, aproveite e leia o nosso especial, no fundo um pequeno agradecimento a um atleta que revolucionou o Atletismo nos últimos 20 anos.

Revista 100% Corrida
Clique na imagem e veja a presente e as anteriores edições
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos