Açores com trilho sinalizado para a prática do Trail Running

Faial,ilha do Faial

Depois de Penacova e Miranda do Corvo, os Açores tem um trilho sinalizado para a prática dos amantes do Trail Running, concretamente o percurso localizado no Monte da Guia, na ilha do Faial, com uma extensão de 3,4 quilómetros.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

Este é o primeiro trilho sinalizado nos Açores, uma prova da força do Trail na ilha, sendo hoje inclusive uma das principais atividades económicas da região, como comprova por exemplo o Azores Trail Run, que este ano terá cerca de 20 nacionalidades.

Em declarações à Agência Lusa, Mário Leal, da direção regional do turismo, admitiu que a extensão do trilho é pequeno, «mas em forma circular, na paisagem protegida do Monte da Guia», sendo assim «acessível a toda a gente».

Mário Leal revelou ainda que o trilho percorre zonas de «areia, bosque e escadas de madeira», além de proporcionar paisagens únicas, como as baías da Horta, das Caldeirinhas e do Porto Pim, sem esquecer a vista da ilha do Pico.

Mário Leal disse também que a marcação da grande rota do Faial será um dos próximos objetivos da entidade, que pretende, através do Trail, valorizar os «recursos endógenos naturais, paisagísticos e patrimoniais» da ilha do Faial, escreve a Lusa.

 

LEIA TAMBÉM:

Tiago Martins Aires: «A criação de percursos sinalizados não retira a essência do Trail»

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos